terça-feira, 24 de maio de 2011

ESTA GENTE QUE ME FORMA: MIGUEL


SIM É O SEGÓVIA (e nem vos explico porque lhe chamo assim, porque nunca, mas nunca iriam imaginar ou acertar, ou entender).
o Miguel está no TOP 5 dos Gajos, dos que me interessam, dos que são verdadeiramente importantes, dos que não esqueço, no matter what!
Lembro como se fosse hoje o primeiro contacto que tivemos; aliás, dei uma aula na sala 2, sala onde travamos conhecimento após ter recebido uma t-shirt da HUMAIS (gentilmente oferecida pelo Josias).
Eu era um puto mimado habituado a ser dos melhores alunos da turma, recém chegado ao liceu e ele era um... REPETENTE!!!!!!
QUASE ME BATEU NESSE DIA!
Mas acho que da mesma forma que isso se passou, passamos imediatamente a dar-nos bem, cada vez melhor e tem sido assim até hoje.
Conhecemo-nos muito bem e temos a arte de nos sabermos interpretar igualmente bem.
Falamos pouco. Por uma espécie de "quase" código em que não dizendo muito dizemos o suficiente para que saibamos que estamos cá.
Nos ultimos anos, fruto de uma séri de infelizes ocorrências temos estado menos; eu, pelo menos, tenho estado menos ou não tanto quanto desejaria.
O Miguel é sereno e simples e consegue ter um coração maior que ele (este é o tipo de paneleirices que raramente lhe digo porque são palavras a mais para um diálogo em código, como se deve perceber).
Não posso perder muito tempo com exemplos de profunda amizade e partilha de vivências porque da escola 2, ao campismo, da J a Vigo dava para fazer uma serie de filmes tipo "senhor dos aneis" (ainda que o henrique - o forreta - fosse grande de mais para fazer de Shmeagel - nem sei se é assim que se escreve - "my precious").
Com a descrição que o caracteriza tem construido um caminho muito bonito, fruto de uma educação e de um conceito familiar extremamente interessante e feliz.
Vai viver com uma profunda paixão o maior dos amores daqui por algum tempo. Vai sentir as coisas, o mundo, as exigências da vida de outra forma, mas vai serena e calmamente lidar muito bem com tudo isso, estou certo.
Quanto ao que, agora, tenho para lhe dizer directamente, sejamos sucintos:
- OBRIGADO!

Sem comentários:

Publicar um comentário